BANNER 1


A recomendação das autoridades de saúde é nos primeiros sintomas o cidadão procurar o posto de saúde mais próximo de sua casa, no caso de Mossoró uma das 3 UPAs.

Os hospitais de Mossoró estão concluindo seus protocolos para realizar os atendimentos de possíveis casos de pessoas infectadas por covid-19, o novo coronavirus.

No Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, a diretora geral Herbenia Ferreira disse que nesta quarta-feira, 18, conclui o protocolo e dá a publicidade necessária.

O Hospital Wilson Rosado, o diretor administrativo Marcos Moura, disse que a unidade já está preparada, já tendo realizado atendimento de pacientes com o perfil e encaminhado.

O Hospital Regional Rafael Fernandes informa que no caso não é referência para atendimentos de pacientes infectados com coronavírus. No caso, a referência é Hospital Gizelda Trigueiro.

O Hospital Santa Luzia (oncologia) informou que está se adaptando a todas as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde para enfrentar a epidemia.

No Hospital Maternidade Almeida Castro, a diretora geral Larizza Queiroz demonstrou preocupação dupla com a questão das mulheres grávidas.

É que a própria propagação exagerada da notícia já causa problemas a mulher grávida, principalmente em função da falta de informação claras sobre o vírus.

Larizza Queiroz também assegurou que nesta quarta-feira, 18, deve concluir todo protocolo de atendimento na unidade, levando em consideração as recomendações das autoridades.

A prefeita Rosalba Ciarlini informou em vídeo nas redes sociais que as Unidades de Pronto Atendimentos prepararam salas especiais para atender casos suspeitos de coronavirus.

O município de Mossoró tem aproximadamente 300 mil habitantes e uma população circulante de mais ou menos 50 mil por dia.

O ATENDIMENTO

O diretor do SAMU/Mossoró, Dixon Fradik, informou que já está com a equipe pronta para possíveis atendimentos de pacientes contaminados com corona vírus em Mossoró.

Dixon, que é médico, deu orientações de como o paciente deve proceder em caso de apresentar sintomas em casa. Deve colocar uma máscara e ir UPA mais próxima.

Este translado de casa a UPA deve ser feito em veículo próprio. No caso de o médico confirmar os sintomas, será feito as coletas para os exames e o paciente fica em quarentena.

No caso de quadro grave, o paciente é regulado para o Hospital Gizelda Trigueiro, em Natal.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem