BANNER 1


Doze internos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case - antigo Ceduc) de Mossoró, fugiram da unidade, no final da tarde de segunda-feira, 23 de março de 2020, após iniciarem um princípio de rebelião e manter educadores de reféns.

Com educadores segurados pelos internos de um alojamento, eles obrigaram aos funcionários a providenciarem uma escada para que os mesmo escalassem o muro da instituição, sob ameaça de matar os reféns caso a determinação não fosse obedecida.

Com a chegada da escada, os adolescentes fugiram após escalar o muro e durante a fuga um menor quebrou a perna ao cair de cima do muro. Ele foi atendido pelo Samu e conduzido ao Hospital Regional Tarcísio Maia.

Durante o motim um educador foi ferido levemente, por uma barra de ferro que estava em poder de um adolescente. A situação só foi controlada com a chegada da Polícia Militar. Dois menores foram recapturados e uma foice e uma enxada localizados por trás do muro da instituição.

Os dois internos recapturados e os educadores que ficaram de reféns, foram encaminhados à Delegacia de Plantão da Polícia Civil, para os procedimentos cabíveis. Os reféns registraram o Boletim de Ocorrência e passaram por exame de corpo de delito no Itep. A Polícia Militar informou que entre os menores que se evadiram do Case, está o envolvido no assassinato do Policial Civil Antônio Ferreira da Silva Júnior, morto durante um assalto no dia 22 de dezembro de 2019 no Bairro Santo Antônio em Mossoró.

Fim da Linha


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem