BANNER 1



A primeira vítima fatal do Covid-19 no Rio Grande do Norte foi o professor Luiz Di Sousa, de 61 anos, do Departamento de Química da UERN, em Mossoró-RN.  O número de diagnóstico positivo no RN chega a 68, sendo 16 em Mossoró-RN.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró, na noite de sábado (28/03).

O paciente, que tinha diabetes, deu entrada no Hospital Wilson Rosado em Mossoró no dia 21 de março e na última sexta-feira (27) teve a confirmação que estava com a Covid-19.

O quadro de Luiz Di Souza já vinha se agravando desde quando foi internado no domingo da semana passada com dificuldades de respiração e foi a óbito na noite de sábado.

Luiz Di Souza teria mantido contato com uma pessoas portadora da vírus.

Em nota conjunta, o Governo do RN e a Prefeitura Municipal de Mossoró se solidarizam com a família e desejam força para superar esse difícil momento.

O corpo do professor foi enterrado em caixão lacrado, sem velório e com a presença de cinco familiares na noite de domingo (29).

O sepultamento aconteceu no cemitério São Sebastião, em Mossoró. A esposa de Luiz, Margareth Souza, conta que a orientação foi para que os familiares ficassem a pelo menos três metros do caixão. "Não podíamos nem chegar muito perto", disse. Somente ela, os três filhos e um genro puderam ir ao sepultamento. "Não permitem mais pessoas por causa do vírus", disse Margareth.

A morte de um potiguar por Covid-19 reforça o que tem sido recomendado diariamente: a população que pode, deve ficar em casa, e todos devem seguir as orientações das autoridades sanitárias. Esse período exige de cada um de nós consciência e responsabilidade.

Com informações do G1 e Mossoró Hoje





Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem