BANNER 1


A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Juventude, iniciou na noite de terça-feira, 24, a distribuição de uma complementação alimentar para as pessoas em situação de rua. A distribuição de um sopão foi realizada ao lado da Catedral de Santa Luzia, com objetivo de atender também aos pastoradores de veículos, que estão com renda inferior ao de costume, devido ao isolamento social das pessoas no combate ao coronavírus.

Valéria Samanta é assistente social e acompanha de perto o trabalho do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS).  “No CREAS temos um serviço especializado de abordagem social, no qual um dos nossos públicos são as pessoas em situação de rua. Com esse cenário de pandemia e o fato deles estarem em condição de rua, estamos fazendo esse trabalho de complementação alimentar”, explicou.

Além disso, a assistente social explicou que será iniciado um levantamento para detectar a possibilidade dessas pessoas voltarem para os lares de suas famílias. “Vamos fazer uma mobilização para tentar, mais uma vez, diminuir o maior número de pessoas em situação de rua nesse momento. Sabemos que eles têm uma resistência em voltar para casa, em estar com as famílias, por conflitos, mas vamos ver estratégias junto com eles”, continuou.

Quando o levantamento estiver concluído, haverá um trabalho em conjunto com as demais secretarias para um plano emergencial. “A maioria deles são usuários de droga. Nos nossos dados de fevereiro, abordamos 120 pessoas em situação de rua e delas, apenas quatro não eram usuárias de droga. Então nós temos uma dificuldade de fazer com que eles entendam que esta é uma hora de estar em um mesmo lugar, em quarenta. Este momento inicial é também para a sensibilização deles. Antes de colocarmos eles em um abrigo, precisa haver essa sensibilização para essa causa, que é difícil. Vamos dar uma resposta à sociedade que pede um abrigo para essas pessoas. Não somos insensíveis a isso, mas talvez, por esses motivos não seja da velocidade que se espera, porque da mesma forma que temos as nossas particularidades, eles também têm as deles”, afirmou Valéria Samanta.

A coordenadora do CREAS Sheyla Pedrosa destacou que além da distribuição do alimento, a equipe também fará um levantamento atualizado deste público. “Nós já fazemos este acompanhamento continuamente e com essa pandemia do coronavírus temos essa preocupação de evitar que elas se contaminem ou entrem num contexto de contaminação da população, já que elas estão em maior vulnerabilidade social”, destacou.

A secretária do Desenvolvimento Social e Juventude, Lorena Ciarlini, acompanhou a ação e destacou que ela será realizada todos os dias da semana, no mesmo horário, às 18h. “Neste cenário em que estamos, temos que cuidar de forma ainda mais especial dessas pessoas. Vamos estar aqui com essa complementação todos os dias, de domingo a domingo, juntamente com outras ações em parceria com outras Secretarias”, disse.

A equipe do CREAS esteve acompanha da equipe do Consultório na Rua, que já realiza um trabalho diário de acompanhamento da saúde das pessoas em situação de rua.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem