BANNER 1


O impacto do coronavírus na economia já deu sinais. Os supermercados registraram um aumento nas vendas nos dias 9 a 12 de março de 18,6% e as farmácias, de 12,6%, enquanto que o setor de turismo e transporte teve queda de 28,5%. Os demais setores também tiveram índice negativo de 0,8%.

Os dados da Cielo / ICVA (Índice Cielo do Varejo Ampliado) comparam o faturamento desses setores em todo o país aos dias 11 a 14 de março de 2019, para não ter a influência do Carnaval do ano passado.

A corrida aos supermercados tem sido registrada em alguns países como um dos sinais do temor ao desabastecimento por causa da pandemia de coronavírus. Neste domingo (15), a rede Extra de supermercados suspendeu as folgas e escalou todos os gerentes do país para trabalhar.

Em nota, a Apas (Associação Paulsita de Supermercados) afirma que os supermercados estão com os estoques normalizados. Segundo a associação, houve aumento da frequência de consumidores, mas os supermercados estão preparados para atender a demanda e não há registro de desabastecimento nas lojas do estado de São Paulo.

“Entre os produtos, há uma maior procura por itens de prevenção, como álcool em gel, porém toda a cadeia de abastecimento vem trabalhando para que os itens não faltem nas prateleiras e, além disso, se mantenha um equilíbrio de preço nos pontos de vendas”, informou a Apas em nota.

R7



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem