BANNER 1



A primeira ocorrência aconteceu por volta das 19h40 de terça-feira, 07 de abril de 2020, na Rua Flávio Paula, na Praça do Conjunto José Agripino, no Bairro Santo Antônio.

Kaio Moura do Nascimento, conhecido como "Kaio Cabeça" foi morto com cerca de 40 tiros de pistola 380. Segundo a Polícia, a vítima tinha acabado de chegar na casa da namorada em um veículo Corolla blindado, com placas de Fortaleza/CE, quando foi surpreendido pelos atiradores.

A vítima após descer do carro ficou na calçada da casa, conversando com umas pessoas, uma delas estava com uma criança no colo, quando cerca de oito homens encapuzados chegaram em um carro não identificado e começaram a atirar. Kaio Cabeça foi atingido em cheio e morreu no meio da rua.

A Polícia suspeita de que a vítima estava armada, teria trocado tiros com os rivais e tentado correr para dentro do seu carro blindado, mas sem sucesso. A suposta arma de Kaio não foi localizada pela perícia criminal. Há suspeitas de que outras pessoas também saíram feridas durante o tiroteio.  Muitas marcas de sangue ficaram visíveis nas ruas e que a polícia diz que não eram de Kaio Moura do Nascimento.

O delegado de plantão Dr. Roberto Moura, esteve no local acompanhando o trabalho da perícia e dando início as investigações, disse suspeitar de que os atiradores sabiam que a vítima andava em carro blindado e que esperam Kaio sair do veículo para matá-lo.

Até o momento, não há informações sobre a motivação do crime e a polícia desconhece a identidade dos atiradores. No site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, constam dois processos contra Kaio Moura do Nascimento por crimes de posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas

Com mais um homicídio, a cidade de Mossoró passa a contabilizar 45 assassinatos no ano.

Fim da Linha


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem