BANNER 1


Com o objetivo de contribuir com o comércio potiguar durante o período de isolamento social, o Conselho Regional de Economia (Corecon/RN) e o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) firmaram uma parceria que visa aquecer as vendas para o Dia das Mães.

A iniciativa se constitui na disponibilização gratuita e na divulgação de uma plataforma de vendas online, desenvolvida por uma startup da incubadora de empresas Inova Metrópole, do IMD. Essa plataforma também funciona como vitrine virtual para que pequenos e médios empreendedores exponham e vendam seus produtos, mesmo à distância.

“Nossa ideia é fazer com que, nesse Dia das Mães, muitos pequenos negócios sejam beneficiados pela tecnologia, para que continuem firmes nesse tempo de quarentena”, comenta o CEO Pedro Vasconcelos, da VondME, empresa responsável por desenvolver a plataforma.

A ação visa conscientizar e encorajar os empreendedores a aderirem a canais de vendas online, de maneira que a produção e a comercialização de presentes sejam otimizadas até o dia 10 de maio, data comemorativa em que o consumo é expressivo e fundamental para muitos estabelecimentos.

Digitalizar

Se antes a tecnologia era vista como fator importante para uma revolução no setor do comércio, hoje ela já se tornou essencial. Segundo Vasconcelos, digitalizar um negócio transformou-se em critério para a sobrevivência de lojas e prestadores de serviço.

“É uma alternativa para esse período difícil. Em uma pesquisa recente, constatou-se que mais de 50% dos estabelecimentos do bairro do Alecrim não possuíam canal de vendas online, o que é preocupante, pois sabemos que essas restrições são uma ameaça até para a sobrevivência desses comércios”, comenta Vasconcelos.

Segundo dados levantados pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), empresários de todo o Brasil já declararam uma queda de 69% em seu faturamento semanal. Em contrapartida, segundo o relatório da Ebit/Nielsen, no início de abril deste ano, as vendas online apresentaram crescimento de 3,6% no país.

O CEO da VondME também relatou uma crescente procura por sua plataforma no período de quarentena. “Naturalmente, aplicativos de todo o tipo têm sido bastante demandados. Por isso, ainda que haja o lucro, é preciso que o mercado se una, um ajudando o outro, priorizando sempre o produtor e o pequeno empreendedor local”, enfatiza o CEO.

Durante a quarentena, a VondME diminuiu o preço de suas taxas de comissão, de maneira a facilitar o acesso dessa tecnologia aos empreendedores que sofrem com a crise econômica.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem