BANNER 1


Em entrevista na terça-feira (19) à revista Carta Capital, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atacou o governo de Jair Bolsonaro, que estaria "cego" para perceber que o Estado é o único capaz de combater a crise econômica atual.

"Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem e que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises. Essa crise do coronavírus... somente o Estado pode resolver isso", afirmou o petista.

A forma como o ex-presidente se expressou causou polêmica e foi interpretado como desprezo pelas vítimas da pandemia.

Desculpas

Nesta 4ª feira (20.mai) o presidente voltou às redes para se desculpar pela declaração que definiu como “uma frase totalmente infeliz”.


“Eu, na verdade, se tivesse falando ‘infelizmente’ em vez de ‘ainda bem’… Tentei usar uma palavra para explicar, que no menosprezado SUS, é no auge da crise que a gente começa a descobrir a importância da instituição. Eu usei uma frase totalmente infeliz, que não cabia“, afirmou o ex-presidente durante live no Facebook.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem