BANNER 1


A cidade de Mossoró registrou na quinta-feira, 7 de Maio de 2020, mais dois crimes de homicídio.

A primeira ocorrência foi na Rua Juvenal Lamartine, bairro Bom Jardim, próximo ao vuco-vuco. A vítima identificada como Izakc Miquisael da Silva Araújo, 26 anos, foi morto na porta de uma residência.

Segundo a PM, dois homens em uma motoneta Traxx chegaram e começaram a atirar. O jovem tentou correr, mas sem êxito. A polícia informou que a vítima tinha passagem pelo sistema prisional.

Na noite do mesmo dia, Milton Ceslestino da Silva, "Milton do Som", de 52 anos,  que era evangélico e trabalhava com conserto e instalação de som, foi morto com cerca quatro tiros de pistola dentro do quarto de sua casa, no Bairro Barrocas.

Três homens armados chegaram a pé, entraram na casa e perguntaram por Milton. Sem saber do que se tratava, a vítima que estava deitada na cama se identificou. Os criminosos foram até o quarto e sem que houvesse qualquer diálogo, atiraram quatro vezes contra  Milton, que não teve qualquer chance de defesa e morreu na hora.

O delegado de plantão DPC Teixeira Júnior, disse que o crime tem características de execução e que todas as informações que conseguiu colher no local, serão repassadas em detalhes para a Delegacia de Homicídios, que vai investigar o caso.

O crime é um mistério para a Polícia e para a família, uma vez que relatos de vizinhos e de familiares, são de que Milton Celestino era um cidadão de bem, trabalhador e não tinha inimizades, mas a polícia não descarta a hipótese do assassinato de Milton estar relacionado a retaliação dos criminosos, isto porque a vítima sempre consertava equipamento de som de policiais, o que poderia estar incomodando grupos criminosos daquela região.

Com a morte de Milton Celestino, Mossoró já contabiliza 72 assassinatos em 2020.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem