BANNER 1


Os membros do Conselho Universitário – CONSUNI da Universidade Federal Rural do Semi–Árido decidiram na segunda-feira (11), que a realização da consulta à comunidade acadêmica destinada à elaboração da Lista Tríplice para indicação do cargo de Reitor aconteça online, através do SIGEleição no Sistema Integrado de Gestão.

A pauta entrou em discussão devido à necessidade de medidas para mitigação da pandemia em decorrência da Covid-19. Com a decisão, o cronograma de todo o processo foi alterado e novas datas serão publicadas em edital na próxima segunda–feira, dia 18 de maio.

A previsão é que, na terça e quarta-feira, dias 19 e 20, aconteçam as inscrições dos(as) postulantes à Lista. Os nomes homologados deverão ser oficializados no dia 25 de maio e, logo na sequência, terá início o período de campanha e divulgação.

A campanha segue até o dia 14 de junho, data que antecede o pleito marcado para o dia 15, quando será disponibilizado no Portal Ufersa um acesso para o Sistema do SigEleição.

Experiência garante segurança, sigilo e capacidade

O SIGEleição é um sistema de eleição online desenvolvido para SINFO-UFRN com objetivo de reduzir os esforços financeiros, logístico e humano necessários em qualquer processo eleitoral. O superintendente explica que ele foi concebido e melhorado ao longo do tempo, “baseando-se em técnicas e premissas de segurança, visando garantir a confiabilidade das eleições por ele geridas”.

Entre as características que chancelam o Sistema está o sigilo do voto, pois ninguém, em tempo algum, nem mesmo o administrador da base de dados, pode identificar um voto; os votos válidos são protegidos por uma chave criptográfica que apenas o presidente da comissão eleitoral possui; os resultados são auditáveis e, somente se todos os votos forem válidos e a quantidade de votos registrado for válida, o resultado da eleição é homologado e publicado.

O SIGEleição permite apenas 1 voto por pessoa, o que garante autenticidade do eleitor, ou seja, que ninguém possa votar no seu lugar e, possuindo mais de uma matrícula, apenas um voto será computado e na categoria de maior peso. Todo eleitor para entrar no sistema deve informar, pelo menos, um login e uma senha que são pessoais e intransferíveis, garantindo que só votaram as pessoas registradas.

Todas as páginas do sistema foram testadas para garantir que deficientes visuais consigam votar na eleição, mediante o uso de um software próprio que lê as informações na tela do sistema e, com isso, tenha garantido a acessibilidade.

Oficialmente, esta será a primeira experiência da UFERSA no uso do SIGEleição em consultas dentro da instituição. No entanto, a ferramenta já é amplamente utilizada por instituições como, por exemplo, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que realiza consultas internas, inclusive para o cargo de Reitor, através da plataforma.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem