BANNER 1


Os brasileiros já pagaram R$ 1 trilhão em impostos desde o início de 2020. O valor foi atingido hoje, às 4h32, de acordo com o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

O montante corresponde ao total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições. A arrecadação foi alcançada com um atraso de 33 dias em relação ao ano passado, que foi registrado em 24 de maio.

Para o economista da ACSP Marcel Solimeo, o resultado indica o recuo no crescimento da economia no país, causado pela crise do novo coronavírus. “A arrecadação, com a diferença de praticamente um mês de um ano a outro, mostra a forte desaceleração da receita tributária em consequência da recessão provocada pela pandemia.

De acordo com a projeção feita para este ano, logicamente antes do Brasil ser afetado pelo novo coronavírus, a arrecadação deveria estar em R$ 1.263.198.081.264,14, ou seja, há uma queda de 26% em relação ao esperado”, disse Solimeo.

Ainda de acordo com o economista, é provável que seja necessário refazer os cálculos sobre o desempenho da arrecadação de tributos para o segundo semestre. “No entanto, mais importante do que acertar a projeção exata, é constatar que a magnitude da perda tributária dos três níveis de governo já foi bastante expressiva, e ainda deverá continuar nos próximos meses, com um impacto muito forte na capacidade do Estado para cumprir com os seus compromissos, o que deverá afetar ainda mais os investimentos”, analisou.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

UOL


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem