BANNER 1


Estudos da unidade de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) mostram que há uma tendência de inverno com temperaturas um pouco abaixo do normal no Rio Grande do Norte. Isto deve ocorrer devido às condições oceânicas, a maior circulação do vento, aumento da umidade e a predominância de dias nublados.

As temperaturas médias no RN deverão variar entre 20,8°C e 27,8°C em junho; entre 19,5ºC e 28,5°C em julho; entre 20,0°C e 30ºC em agosto; e entre 22° e 31ºC, em setembro. Nas regiões serranas (Serra de Martins, Serra de Santana, Serra João do Vale, Serra do Doutor e Serra de São Miguel), a temperatura pode cair até 15ºC.

"Na análise global das condições oceânicas e atmosféricas, o inverno deste ano acontecerá sob a influência do 'Fenômeno La Niña'. As águas no oceano Pacífico Equatorial estarão mais frias do que o normal durante os próximos meses. Essa condição altera um pouco as condições climáticas sobre o Nordeste brasileiro, induzindo uma tendência de uma estação com temperaturas um pouco abaixo do normal, devido à facilidade na circulação do vento e da predominância de dias nublados com chuva", explicou Gilmar Bristot, da Emparn.

Com relação às chuvas, a previsão para o período é de ocorrência de precipitações concentradas nas regiões Leste e Agreste, com volumes esperados de 506,5 e 226,9 milímetros, respectivamente. No interior, deverão ocorrer chuvas, mas em volumes muito baixos: 73 mm na região Central e 85,1 mm no Oeste. A média de chuvas esperada é de 222,9 mm para o estado no período.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem