BANNER 1


Estudantes Lucas Gabriel Alves de Morais, da Escola Estadual Professor Hermógenes Nogueira da Costa, e Loíse dos Santos, João Lucas Galdino Duarte e Khyara Luanny de Lima Fernandes, do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Professor Francisco de Assis Pedrosa, de Mossoró, concorrem com projetos finalistas na Feira Brasileira de Jovens Cientistas.

O projeto de Loíse, João Lucas, e Khyara, do CEEP, é da área de Ciências Biológicas, e tem como título “Canudo biodegradável à base de fibra de coco: cocanudo”.

O trabalho se baseia na produção de um canudo biodegradável a base da fibra do coco, a fim de solucionar problemas ambientais causados pelo plástico e os socioambientais consecutivos de um descarte irresponsável do mesocarpo do coco.

Também da área de Ciências Biológicas, o projeto de Lucas Gabriel, da Escola Estadual Hermógenes Nogueira, é denominado “Reaproveitamento de resíduos de madeira na fabricação de bioplásticos destinados à confecção de couro vegetal”.

Este prevê a fabricação de um bioplástico que apresenta características físicas semelhantes a um couro vegetal, a fim de substituir o uso do couro por uma alternativa sustentável. Para obtenção do bioplástico, foi utilizado também o pó de serragem, que é desperdiçado nas serrarias.

Dos 300 projetos finalistas na Feira, 3 são de escolas de Mossoró, sendo dois de unidades da rede pública de ensino e um da rede privada.

A Feira Brasileira de Jovens Cientistas é a primeira feira científica e pré-universitária nacional totalmente virtual.

A edição deste ano será realizada de 26 A 28 de junho e será transmitida pelo youtube, com palestras, workshops e uma maratona de inovação.

Os participantes estão concorrendo a vários prêmios e credenciais para eventos no Brasil e exterior.

A Feira visa estimular a produção científica no país desde cedo e possibilitar o desenvolvimento de uma rede de jovens cientistas brasileiros.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem