BANNER 1


Uma solenidade na tarde de sábado, 13, marcou o momento da entrega da carta original do prefeito Rodolfo Fernandes para Lampião, negando a quantia de 400 contos de réis, exigida pelos cangaceiros para não atacarem Mossoró. O documento histórico foi entregue à prefeita Rosalba Ciarlini pelo jornalista e pesquisador Robério Santos.

Robério Santos destacou que a carta é como se fosse um teste de DNA do fato histórico. “Eu já fiz isso outras vezes, mas Mossoró é a primeira cidade que dá tanta importância a um documento histórico. Hoje faz 93 anos desse acontecimento. Eu tinha muita vontade de vir a Mossoró para assistir ao Chuva de Bala, e a carta me chegou às vésperas do aniversário de Rodolfo Fernandes. Vir aqui a Mossoró, para mim que sou pesquisador, é muito emocionante. Que isso sirva de exemplo para que outros pesquisadores que têm um material como esse, que os levem aos seus devidos lugares. Ele merece ser colocado em um museu, em um local público, para que as pessoas saibam que há prova física de um acontecimento histórico tão importante”, disse.

A prefeita Rosalba Ciarlini destacou que na comemoração dos 93 anos da resistência, Mossoró recebe este presente.

A carta estará exposta no Museu Histórico Lauro da Escóssia a partir de segunda-feira, 15.

Leia também

Mossoró receberá de volta carta original de Rodolfo Fernandes a Lampião




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem