BANNER 1


A região Oeste do Rio Grande do Norte está com 100% de ocupação nos leitos críticos de tratamento da Covid-19 na rede pública. Na Grande Natal, as unidades também estão atuando no limite da capacidade, com 98% de lotação. Em todo o estado, 57 pessoas aguardam um leito de UTI ou UCI com urgência.

Os dados são do portal RegulaRN da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal (LAIS/UFRN). A plataforma é atualizada em tempo real. A consulta para esta reportagem foi feita às 8h03 desta segunda-feira (8).


Ao todo, o RN tem 219 leitos críticos para pacientes com o novo coronavírus. Esses leitos podem ser de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), destinados a pacientes graves, ou de Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que pode ser entendido como um meio-termo entre as etapas de internação e terapia intensiva.

Além das 57 pessoas que esperam leito de UTI, outros 61 pacientes estão na fila por um leito de tratamento da Covid-19 de menor complexidade. No total, a fila tem 118 pessoas aguardando leitos no Rio Grande do Norte.

Dos 15 leitos ainda disponíveis, 13 estão no Hospital Regional do Seridó e dois em Natal. As vagas estão sendo reguladas conforme protocolos operacionais e obedecem aspectos para a transferência segura em uma ambulância adequada, segundo a Sesap.

Cerca de 16% dos leitos estão bloqueados no RN. Esse bloqueio acontece por causa da falta de monitores ou respiradores, falta de profissionais para acompanhar os pacientes e principalmente pela desinfecção dos leitos. A desinfecção de um leito que foi ocupado por um paciente com Covid-19 é necessária para evitar a propagação do contágio. Esse processo pode demorar até uma hora.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem