BANNER 1


O Rio Grande do Norte chegou a um número de 190 mil pessoas procurando por trabalho no mês de junho, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado na quinta-feira (23). A taxa de desocupação ficou em 13,8%. Em maio, ela era de 12,3%, o que representava 173 mil pessoas no estado.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD Covid-19 de junho. Além das pessoas desocupadas, sem trabalho formal ou informal e que tomaram medidas efetivas para conseguir retornar ao mercado, há outro grupo: as pessoas que gostariam de trabalhar, mas não procuraram trabalho por conta da pandemia ou por falta de trabalho na localidade.

Em junho, 449 mil potiguares estavam nessa situação. Segundo o IBGE, o grupo não pode ser considerado desocupado porque não tomou medidas efetivas para conseguir um trabalho, mas tinha disposição para isso.

Somados os desocupados e “pessoas que gostariam de trabalhar, mas não procuraram trabalho por conta da pandemia ou por falta de trabalho na localidade”, o Rio Grande do Norte tem 639 mil pessoas subutilizadas, de acordo com o IBGE.

Com a flexibilização gradual do isolamento, essas pessoas podem retornar a busca por trabalho nos próximos meses e aumentar a taxa de desocupação.

G1/RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem