BANNER 1


A governadora do Rio Grande do Norte anunciou na quarta-feira (29) a abertura de novos leitos para assistência de pacientes com Covid-19.

"A combinação de oferta de leitos e isolamento social foram fatores decisivos para o atual quadro de queda na pandemia no RN. A tendência de redução vem se mantendo há algumas semanas. Mas tivemos o aumento da taxa de transmissibilidade, o que motivou a suspensão da terceira fase da retomada das atividades econômicas".

Em Mossoró, o Governo do Estado vai renovar o contrato com o Hospital São Luiz para continuar oferecendo 65 leitos, sendo 40 de UTI e 25 clínicos. A renovação é resultado de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com prazo para os próximos três meses e tem o valor de R$ 12,1 milhão, sendo 70% (R$ 9 milhões) custeado pelo Governo do Estado e 30% (R$ 2,1 milhão) pela prefeitura de Mossoró.

Até 15 de agosto, o Poder Executivo Estadual instalará mais 10 UTIs no Hospital Regional de Assu, cinco UTIs no Hospital municipal de Macau e 10 leitos clínicos e 5 UTIs no Hospital Mariano Coelho, em Currais Novos.

Nesta quarta o total de internamentos em consequência da Covid-19 no RN é de 482 pacientes. Destes 238 estão em leitos críticos e 230 em leitos clínicos. A taxa de isolamento social é de 39,2%.

A subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Alessandra Luchesi, informou que a fila de regulação tem 3 pacientes para leitos críticos, 9 para leitos clínicos e 17 aguardando transporte sanitário.

Os casos confirmados até hoje são 49.051, suspeitos 61.200, descartados 77.647, óbitos 1.735 (6 nas últimas 24 horas) e 186 óbitos em investigação.

Taxa de ocupação geral de leito críticos no Estado é de 62,8%. Por região a ocupação fica em 81% em Mossoró, 20% em Pau dos Ferros, 60% em João Câmara, 57% em Natal, 20% em São José de Mipibu e 80% no Seridó.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem