domingo, 16 de dezembro de 2018

Estação Elevatória do bairro Barrocas será entregue na segunda-feira (17)


Nesta segunda-feira, 17, às 16h, a Prefeitura de Mossoró, através da secretaria de Infraestrutura, entrega à CAERN, órgão responsável pela gestão do esgotamento sanitário na cidade, mais uma estação elevatória. A estrutura faz parte da Bacia 1 e permitirá ligação dos sistemas de esgotamento sanitário em parte do bairro Barrocas, Pousada das Termas, parte do Santo Antônio, Estrada da Raiz, Abolição 3 e 4, Três Vinténs e Alto da Bela Vista. Na medida que as redes coletoras estiverem prontas nesses bairros, gradativamente a população já poderá realizar as suas ligações.

Ufersa conquista prêmio nacional de desenvolvimento sustentável


Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) foi uma das vencedoras da 1ª Edição do Prêmio ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) Brasil, entregue na última quinta-feira, 13, em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília.

O projeto de pesquisa “Tecnologia da dessalinização de água salobra” conquistou o primeiro lugar na categoria Ensino, Pesquisa e Extensão. O projeto visa a construção participativa e integrada de diversas tecnologias sociais de convivências com o semiárido capaz de potencializar e utilizar sustentavelmente os recursos água e solo como garantia da segurança alimentar e ambiental dos agricultores(as) familiares. No total, 12 projetos foram premiados em 4 categorias diferentes. Ao todo, mais de mil projetos foram inscritos.

Gestão da Lei Rouanet hoje detecta e impede fraudes, diz Sá Leitão


O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, disse hoje que fraudes ocorridas no passado na lei de incentivo à cultura, mais conhecida como Lei Rouanet, jamais aconteceriam novamente porque o Ministério da Cultura adotou medidas que facilitam a identificação de irregularidades. O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo encaminhou na quinta-feira passada (13) à Justiça Federal 27 denúncias contra diretores de empresas e instituições que participaram de um esquema de fraudes à Lei Rouanet.

Para refletir...


"As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras."(Friedrich Nietzsche)


sábado, 15 de dezembro de 2018

Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial



A Justiça Federal recebeu na sexta-feira (14) denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na qual se tornou réu por lavagem de dinheiro porque teria recebido R$ 1 milhão do grupo brasileiro ARG. Os valores teriam sido dissimulados na forma de doação ao Instituto Lula.

De acordo com o MPF, o pagamento teria sido feito depois que o ex-presidente influiu em decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, as quais resultaram na ampliação dos negócios da empresa no país africano. A denúncia foi apresentada em novembro pela Força-Tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo.

Governo do Estado cria nova taxa para veículos; Dpvat será reduzido


Uma boa e uma má notícia para os proprietários de veículos no Rio Grande do Norte. A boa é que o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) aprovou na quinta-feira (13) a redução média de 63,3% do valor do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos (DPVAT) no próximo ano. Já a má é que o Governo do Estado criou uma nova taxa veicular que começa a ser cobrada em 2019.

O novo imposto trata-se da taxa de proteção contra incêndio, salvamento e resgate em via pública.

O Corpo de Bombeiros e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN/RN) assinaram convênio, na última terça-feira (10), para operacionalizar a cobrança dessa taxa, que varia de R$ 15,00 (motocicletas) a R$ 80,00 (transporte de carga perigosa).

Cerca de 30% dos brasileiros inscritos não se apresentam ao Mais médicos


Cerca de 30% dos brasileiros inscritos no programa Mais Médicos para ocupar as vagas dos cubanos não se apresentaram aos municípios de trabalho até ontem, quando vencia o prazo para que os profissionais comparecessem às cidades escolhidas. A situação fez o Ministério da Saúde prorrogar para a próxima terça-feira(18) a data limite para apresentação.

De acordo com a pasta, dos 8.411 médicos inscritos no edital, 2 520 não compareceram nem iniciaram as atividades nas cidades até as 17 horas de ontem. Outras 106 vagas do edital nem chegaram a ter interessados – a maioria em distritos sanitários indígenas.

Assessora de Bolsonaro era personal trainer no horário de expediente


Uma ex- assessoria do gabinete do presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Câmara dos Deputados, em Brasília, trabalhava como personal trainer no Rio de Janeiro na mesma época. Nathalia Melo de Queiroz aparece no relatório do Coaf, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras, que identificou movimentações atípicas na conta do pai dela.

Nathalia é filha de Fabrício de Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, deputado estadual e senador eleito. Ela trabalhou como assessora de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e também como secretária parlamentar na Câmara dos Deputados, no gabinete do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Justiça Eleitoral do RN reprova as contas de campanha de Zenaide Maia


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) reprovou na sexta-feira, 14, as contas de campanha da senadora eleita Zenaide Maia (PHS).

Os juízes do TRE-RN entenderam que as contas apresentaram inconsistências, e a principal delas está relacionada ao recebimento de uma doação de R$ 11 mil. O valor foi recebido por Zenaide por meio do depósito de um cheque, o que é vedado pela legislação eleitoral. Segundo uma resolução em vigor, doações acima de R$ 1.064,10 devem ser feitas por meio de transferência bancária.

Fazenda defende venda direta de etanol do produtor para os postos


A venda de etanol hidratado – álcool combustível – direta do produtor para os postos de combustível ajudaria a baratear os combustíveis e a aumentar a concorrência com a gasolina nos veículos de motor flex (que funcionam com os dois tipos de combustível). A conclusão consta de relatório divulgado na sexta-feira (14) pelo Ministério da Fazenda, que defendeu mudanças nas normas da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e na legislação tributária para aumentar a liberdade no mercado de combustíveis.